Minhas Compras
Você adicionou a sua lista de compras. O que deseja fazer agora?
Continuar Comprando! Fechar Compra!
X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
Serviços de gestão empresarial para pequenas e médias empresas 100% online

Artigos

Nossas "caixinhas" de Pandora
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Nossas "caixinhas" de Pandora

Paradigmas e sombras

Por: Suellen Borelli

28 Junho 2020 às 12:16

Se você não se lembra sobre o mito de PANDORA, abaixo segue uma lição (veja antes de continuar a leitura - se realmente quiser aprender):

As "caixinhas" de pandora são como as sombras presas dentro de nós, e existem várias sombras em um único paradigma.

 

O que é um PARADIGMA?

Basicamente um paradigma é uma programação mental. Como quando esquentamos algo no micro-ondas.

Nossas "caixinhas" de Pandora

Você inseri algo no micro-ondas e defini o tempo. E assim o micro-ondas seguirá a programação definida (independente do que tenha dentro do micro-ondas - ex.: se você esqueceu um talher metálico).

Em nós possuímos algo semelhante, programações prontas para serem dadas "play" e assim o comportamento acontecer. Esse processo é automático e muito natural. Isso porque precisamos economizar energia mental em determinadas situações, principalmente as de risco. Ou seja, em situação perigosa fuja. Ou ataque. 

Foi o físico Thomas S.Khun o primeiro a utilizar a palavra paradigma como um termo científico, em um dos seus livros.

 

Digamos que a soma dos seus paradigmas, formam suas CRENÇAS (as suas verdades absolutas). Tudo o que você pensa sobre algo na vida, reflete suas programações (boas ou ruins). Por isso não existe uma verdade absoluta, existem as verdades que uma boa parte acredita ou não.

 

O que é uma sombra?

De forma bem sucinta, apenas para você entender o contexto. A sombra são aqueles sentimentos que reprimimos consciente ou inconscientemente, que não damos voz e camuflamos como forma de "defesa". Quando temos consciência damos voz ao que sentimos e reconhecemos que precisamos trabalhar isso em nós. Porém, é mais fácil quando um adulto tem essa informação e toma consciência, mas crianças não possuem essa maturidade mental, por isso é muito comum termos traumas que vem da infância, pois elas não possuem discernimento para lidar com o desconhecido. Se vivem em ambientes que não possuem tal conhecimento, apenas reproduzem o que receberam.

No filme CORINGA percebemos claramente isso tudo acontecendo.

Nossas "caixinhas" de Pandora

Como estas programações são formadas?

Um hábito se constrói em 3 pilares: ambiente, pessoas e informações. 

Se levarmos em consideração que estamos vivendo estes pilares desde a nossa gestação, então temos muitas programações, inclusive programações que não temos consciência. A formação de um ser humano, ainda na gestação pode sofrer interferências externas, já sendo programado desde o útero. Quando passamos por traumas nesta fase e na infância, podemos manifestar comportamentos que nem mesmo sabemos o porquê. 

Ou seja, dentro das programações, existem as sombras internas, aquilo que podemos nomear do "inimigo amigo" interno. Inimigo porque nos consome, até que identificamos e lidamos com o que identificamos.

Olhando o filme Coringa, percebe-se que foi um personagem criado pelos seus traumas, que foi codificado para o sofrimento, que suas sombras o consumiram até a sua explosão. Quando não temos ideia do que nos move, podemos ser atropelados por nós mesmos. 

O externo nem sempre está preparado para identificar isso no outro, poucos profissionais ampliam a mente para identificar as sombras em si mesmos, e também no outro (cliente). 

Não trabalhar o seu autoconhecimento com profundidade, cria mais coringas sociais. Vivendo morimbundos, tristes, mas tendo que colocar um sorriso no rosto, quando na verdade nunca foram felizes. A felicidade começa, quando a consciência humana nasce, para que cada um de nós desperte para ser Ser Humano. A felicidade não está nas coisas, mas na descoberta dos seus potenciais. E para criar é preciso acender ideias. Trazer luz para as suas sombras. Ou aprende a fazer por amor, ou a dor das sombras fará parte da sua vida. Despertando hoje, contribuímos com gerações melhores.

Também podemos ver isso no filme OS MISERÁVEIS, quando o padre recebe um ladrão, este ladrão é bem recebido, mas por programação da desconfiança rouba aquele que te deu amor, e ao receber o amor sua consciência fica dividido, entre quem ele é e o que ele se tornou - cena muito tocante:

Na Borelli Academy criamos nossos processos de gestão para ser ferramentas no processo de nossos clientes, uma forma de reconhecer seus paradigmas, ter consciência de suas sombras, mas continuando em seus processos. A gestão pede ordem, a ordem pede amor, começando por nós mesmos. Por isso investir em gestão é um ato de amor. 

 

Nossas "caixinhas" de Pandora

Linkedin 

Se este conteúdo foi bom para você, comente.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Nossas "caixinhas" de Pandora

Enviando Comentário Fechar :/